Prazer, Tanaiza.

Iniciemos pelo básico – boas maneiras – então, prazer! Tanaiza. Na sequência de uma palavra que gosto muito – gentileza.

Saibamos ser gentis com nós mesmos, com nossos pensamentos, nossas idéias, nossas inspirações e sensivelmente falando, com a nossa essência. Sendo assim, me vi há algum tempo no desejo de ter um lugar para escrever (mas não blog-face). Apenas um lugar onde eu pudesse praticar a escrita, organizar meus parágrafos, destrinchar o vocabulário. Leitora assídua, noto em mim um contraste pela facilidade de vastos pensamentos, e seu outro lado num dedicado trabalho, escrever. Obviamente, a escrita não acompanha a velocidade de pensamentos soltos, mas não fiquemos no óbvio. É muito fácil só pensar, mas não é tão fácil assim os estruturar. Você escreve, analisa, volta, recorta, reorganiza. Isso se estende em tantas coisas. Então sem exigir, e nada querendo alcançar, criei no pouco, para me satisfazer; mas se no muito, alimentar a essência. Com uma única regra, passos ritmados lado à lado sempre no meu próprio encontro, sempre na minha própria originalidade.

Seja na delícia de montar fotos e roteiros, brincar de ser autora, compartilhar receitas que valem reprodução, estender vozes do bem. Bem, o quê eu quiser, na companhia de um cafézinho, ou na de uma taça de vinho (quem ama cada um, sabe o quê o momento traz), trazer pra cá qualquer coisa de forma descompromissada, sem protótipos, apenas conforme o meu – mood -. Frisando, isso não é um blog, mas se faz visita por aqui, entre, tem as “boas-vindas”, agora, caso vez ou outra voltar, entendo que queira dividir o café, o vinho… É dessa premissa que assumo as rédeas desse espaço. Alimentando o quê ao meu ver entrelaça sutileza ao cotidiano. Gosto de pensar além, com projeção, como no natural da vida, cada vez mais madura, pudera ser divertido e valioso ler-me achando maior graça, relembrando com intimidade cada palavra, na soma do particular auto conhecimento. Fazer mais lembranças, mais um meio onde possa sentar e ler futuramente com filhos, ou quem quiser somente o lado B da vida…sentir o que está nos finos véus das entrelinhas. (eu avisei que estava inspirada)

“Já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas. O melhor ainda não foi escrito. O melhor está nas entrelinhas.”

Clarice Lispector

dezembro 2019
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Publicado por tanaizavieirahotmail.com

“Fly me to the moon...let me play among the stars...let me see what spring is like. In other words, hold my hand...”

2 comentários em “Prazer, Tanaiza.

Deixe uma resposta para Sonia Salim Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: